Sábado
21 de Setembro de 2019 - 

Associada Preside XIX Congresso Nacional do Ministério Público do Consumidor

Foi com a originalidade da cultura alagoana que o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), recepcionou o XIX Congresso Nacional do Ministério Público do Consumidor, que reuniu em Maceió, entre os dias 28 a 30 de agosto, representantes de todo país, e também do exterior, para discutir novas formas de agir na defesa dos direitos do cidadão e combate à corrupção, em relação a tudo que diz respeito a consumo. A solenidade de abertura contou com a presença do procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, que enfatizou a importância de uma instituição mais forte e unida para o enfrentamento dos grandes desafios aos quais é submetida diariamente.Falando sobre o MP Consumidor e da relevância do encontro, lembrou os riscos com os quais se deparam para garantir o direito do cidadão, mencionando a trágica morte do promotor de Justiça, Francisco José Lins Rêgo, de Minas Gerais, conhecido como ‘Chico Lins’, assassinado por um empresário em 2002, porque investigava um esquema de adulteração de combustíveis que seria comandado por ele.“Pessoas antes de nós, construíram estradas com grandes batalhas, algumas pagaram com a própria vida como o Chico Lins, que era do MP Consumidor de Minas Gerais. São pessoas como essas que nos fazem enxergar uma luz no fim do túnel. Morreram, mas deixaram um ideal vivo e o Ministério Público precisa ser esse guardião da cidadania, em parceria com outros órgãos”, destacou o procurador-geral.O chefe ministerial falou em simplicidade e disse que “a Associação do MP do Consumidor não pertence ao Ministério Público e, reconhecida pelo serviço prestado à sociedade, ultrapassou as barreiras da instituição e caiu nos braços do povo”.A presidente da Associação Nacional do Ministério Público do Consumidor (MPcon) e Associada da AESMP, Sandra Lengruber, agradeceu ao Ministério Público de Alagoas pela acolhida e pela organização evento e iniciou a fala lembrando o aniversário da entidade que preside.“É uma alegria enorme comemorarmos os 18 anos do MPCon e aqui teremos a oportunidade de homenagear os ex-presidentes. Acumulamos muitas conquistas, mas enfrentamos também vários problemas. É preciso que estejamos cada vez mais unidos para combater a violação dos direitos do consumidor, a vulnerabilidade a qual é submetido. Tenho certeza de que o congresso será um sucesso e espero que possamos sair fortalecidos no conteúdo, nas relações, crescer nos temas. Quero agradecer ao MP de Alagoas que nos recebe de forma tão calorosa. O evento está lindo”, disse Sandra Lengruber.O evento teve início com a apresentação da respeitada banda da Polícia Militar de Alagoas e, após as homenagens e discursos, continuidade com a primeira palestra, ministrada por Ricardo Morishita, com o tema “Desafios e Perspectivas para defesa do consumidor”, tendo a mesa presidida por Marcos Zanellato. O primeiro dia do encontro findou com um coquetel e apresentação de banda, tocando músicas regionais, e de grupos folclóricos do Transarte Alagoas.A mesa de honra foi composta por: Sandra Lengruber – presidente da MPCon; o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto;  o coordenador do evento e promotor de Justiça, Delfino Costa Neto; o presidente do TJ/AL, Tutmés Airan; a procuradora-geral de Justiça do DF,  Fabiana Costa; o subprocurador da República, Luiz Lima;  presidente dos Procons Brasil, Filipe Vieira ; pela Coordenadora da Condeg, Patrícia Cardoso; pelo diretor do Fndce, Cláudio Pires; pelo presidente da Conamp, Victor Hugo; e pelo presidente da Ampal, Flávio Gomes da Costa Neto.Foto: Claudemir Mota
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  19539